martes, julio 25, 2006

Cidade

A José Ángel García Caballero, que habitará Lisboa y buscará a Fernando y a Sophia...

CIDADE

Cidade, rumor e vaivém sem paz das ruas,
Ó vida suja, hostil, inutilmente gasta,
Saber que existe o mar e as praias nuas,
Montanhas sem nome e planícies mais vastas
Que o mais vasto desejo,
E eu estou em ti fechada e apenas vejo
Os muros e as paredes, e não vejo
Nem o crescer do mar, nem o mudar das luas.
Saber que tomas em ti a minha vida
E que arrastas pela sombra das paredes
A minha alma que fora prometida
Às ondas brancas e às florestas verdes.

Sophia de Mello

1 comentario:

viernes dijo...

muchas gracias... te traeré algún encuentro de esa ciudad...
un abrazo